• Nova Amargosa FM

Amargosa; Populares criticam falta de apoio dos setores de assistência social


Foto: Bruno Silva/ Marcos Dias, morador do Quebra Viola com o seu único alimento

Desde que os cuidados de higiene pessoal e distanciamento social passaram a ser divulgados como forma de conter a circulação do novo coronavírus, moradores de Bairros periféricos de Amargosa- BA, tem denunciado suas dificuldades e mazelas, o que está mais evidentes nesse momento de pandemia.


A equipe de reportagem da Amargosa FM, tem recebido diariamente denúncias de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza, entre os relatos de dificuldade os mesmos destacam que procuram órgãos de assistência social mas não obtém respostas dessa importante instituição pública. Afirmam ainda que se sentem mais excluídos quando buscam um serviço e são informados que devem entrar em contato com a secretaria de assistência social de forma virtual, uma vez que as atividades presenciais estão cada vez mais restritas, as informações estão disponíveis por aplicativos e números telefônicos.


"Você tá vendo a minha situação só tenho farinha para comer, não tenho água encanada nem energia, mas para buscar assistência social eu tenho que ligar? Eu não tenho nem o que comer quem dirá ter um celular. Eu trabalhava só que eu estou sofrendo dessa enfermidade". Disse Marcos Dias.


As denúncias são muitas e chegam de todas as partes da Cidade de Amargosa.


"Aqui na Catiara todo mundo me conhece, passo por dificuldades financeiras e de saúde mas não posso contar com esse setores, nunca encontro uma informação precisa ou uma ajuda, não estou pedindo dinheiro estou pedindo algo para comer". Relata uma moradora da Catiara.


"Eu já tive algumas vezes nesses setores para ver a questão de um psicólogo para um parente, que está enfrentando crises muito graves nesse momento de pandemia mas não encontro um sistema funcionando mas sim um jogo de bate-volta" disse um morador do Alto da Bela vista.


"Eu tenho 04 filhos em casa, não temos mais a cesta básica que foi nós dado antes da politica, ou ate mesmo os quites da merenda escolar" Disser Lurdes Silva moradora Do Rodão.

Vale salientar que nesse momento de crise pandêmica as atividades presenciais estão mais restritas, o que dificulta o acesso a comunidade que não tem acesso a internet ou telefone celular.



Da redação Amargosa FM

310 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo