• Nova Amargosa FM

Corpo de jiquiriçaense morto em Camaçari, tinha sinais de tortura, órgãos genitais foram arrancados


O corpo do jiquiriçaense Joandersom Oliveira Santos, de 28 anos, que estava desaparecido deste terça-feira (3), foi encontrado com sinais de tortura nesta quarta.

O Aratu On, resumiu os fatos relatando que a vítima foi morta com ‘marcas de execução e requintes de crueldade’.


A sobrinha dele, relatou à reportagem que a ex-mulher, informou à família que a casa onde Joandersom residia havia sido invadida por criminosos, ela tomou a iniciativa após perceber que os familiares buscavam encontrá-lo.


O corpo estava enterrado em cova rasa, as mãos foram amarradas e com marcas de tiros. Várias partes do corpo, inclusive os órgãos genitais foram arrancados.

As investigações estão sob a responsabilidade da delegada Danielle Monteiro, da 26ª Delegacia Territorial de Abrantes.


A família suspeita que o atual relacionamento dele seja a causa da morte: “Nós não sabemos exatamente o que houve. Há a suspeita de que companheira atual dele teve um caso com um traficante no passado e, por isso, ele estaria jurado de morte”, conta a sobrinha ao site.


O corpo será enterrado em Jiquiriçá.

“É um susto receber uma notícia dessa, de alguém da família morrer tão novo e de uma forma tão brutal. Eu só espero que a polícia descubra o que aconteceu, o que ele fez pra merecer isso”, pede a familiar. Mídia Bahia.

94 visualizações0 comentário