• Nova Amargosa FM

Ginecologista vira réu por estupro contra três pacientes de Abadiânia


A Justiça de Goiás aceitou, na tarde desta segunda-feira (25), uma denúncia contra o ginecologista Nicodemos Júnior Estanislau Morais, de 41 anos, o tornando réu por estupro de vulnerável envolvendo três pacientes de Abadiânia, no Entorno do DF. Ele também foi denunciado pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) por crimes sexuais envolvendo outras três vítimas, só que da cidade de Anápolis, a 55 km de Goiânia.

O médico sempre negou as denúncias e disse que jamais tocou as pacientes de forma indevida. Ele alegou em entrevista que os comentários feitos em redes sociais eram “brincadeiras”.


O advogado Carlos Eduardo, que defende o médico no processo, disse nesta segunda-feira (25) que não vai se manifestar sobre as denúncias.

Segundo os promotores de Justiça, ao se valer da sua condição de médico e da confiança nele depositada, o réu praticou atos libidinosos contra mulheres que não podiam oferecer resistência.


O médico Nicodemos Júnior continua preso no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia e teve manutenção da prisão preventiva mantida pela Justiça nesta segunda-feira.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Ele se tornou alvo de investigação depois que mulheres procuraram a Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Anápolis para denunciar que foram vítimas de crimes sexuais dentro do consultório.

No início foram três mulheres, mas o caso ganhou repercussão e outras vítimas apareceram para fazer denúncias

97 visualizações0 comentário