• Nova Amargosa FM

Ministério da Saúde inclui todas as grávidas em grupo prioritário da vacinação contra Covid-19


O Ministério da Saúde decidiu incluir nesta terça-feira (27/4) as grávidas e puérperas (mulheres no período pós-parto) no grupo prioritário para receber a vacina contra a Covid-19. A medida consta em uma nota técnica da pasta divulgada aos estados e municípios.


A vacina era indicada, até então, apenas para as gestantes com doenças preexistentes ou que já estavam em algum outro grupo previsto para receber a vacina, como trabalhadores de saúde, após avaliação de riscos e benefícios com o médico.

Agora, todas as gestantes, independentemente de doenças preexistentes, terão direito ao imunizante. Embora a pasta não tenha citado data específica, a estimativa é que a oferta da primeira dose ocorra até o fim de maio.


Em audiência na Câmara dos Deputados nesta terça-feira (27), a coordenadora do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, Franciele Francinato, explicou que apenas a vacina da Pfizer não atenderia a todas as gestantes do país. Segundo a coordenadora, as vacinas da CoronaVac e a da AstraZeneca “não contêm agentes vivos que podem se replicar no organismo”, por isso são indicadas.


“Nossa indicação é que, nesse momento, vamos alterar um pouco a recomendação da OMS [Organização Mundial de Saúde] que hoje indica a vacinação, de acordo com o custo x benefício. Mas, hoje, o risco de não vacinar gestantes no país já justifica a inclusão desse grupo para se tornar um grupo de vacinação nesse momento”, afirmou.

Em 15 de março, o governo já tinha incluído as gestantes com comorbidades nas prioridades. Na semana passada, entidades médicas emitiram um comunicado conjunto anunciando apoio à decisão do Ministério da Saúde de recomendar a vacinação contra Covid-19 para gestantes.

Leia a matéria original em AratuOn

5 visualizações0 comentário