• Nova Amargosa FM

Morador em situação de rua é convidado a entrar na política após traição com esposa de personal


Após ganhar visibilidade por ser agredido após fazer sexo com mulher de personal, o morador em situação de rua, Givaldo Alves, recebeu um outro convite “inusitado”. Dessa vez, para entrar na política.


Aos 48 anos de idade, o baiano Givaldo voltou a ganhar protagonismo nas redes sociais depois de dar sua primeira entrevista para a imprensa, ao site Metrópoles. Durante 47 minutos, Givaldo Alves mostrou ser articulado, diz gostar de literatura e conta já ter exercido inúmeras atividades laborais, como operário na área de construção civil e como motorista responsável pelo transporte de produtos perigosos (MOPP).

Agora, após mostrar ter um bom repertório cultural, Givaldo foi convidado por quatro partidos políticos a se candidatar à uma cadeira na Câmara dos Deputados ou na Câmara Legislativa do Distrito Federal. As informações são da coluna Janela Indiscreta, do Metrópoles.


Após Givaldo ter sido entrevistado, a tese de que foi uma relação consensual e não um estupro voltou a ter mais força. O marido acredita que a esposa tenha sofrido de um surto psicótico ou tenha sido estuprada. O personal trainer Eduardo Alvez, de 31 anos, afirmou que seu casamento permanece sólido e que a esposa está internada em um hospital psiquiátrico. Manchas de sangue chegaram a ser encontradas no veículo.

A versão contada pelo morador em situação de rua, Givaldo Alves, de 48 anos, é totalmente oposta: a mulher casada é quem o teria procurado e sugerido que tivessem relações sexuais, sem se importar com a condição financeira dele. Ela teria perguntado se ele queria “namorar” com ela e sugerido o carro. Fonte: AratuOn

85 visualizações0 comentário